Google+

Você está em: Principal > Serviços > Oferecidos > Cobertura Aerofotogramétrica

Cobertura Aerofotogramétrica

Clique para Ampliar

Esquema de Voo Fotogramétrico

Clique para Ampliar

Plano de Voo

Recobrimento Lateral e Longitudinal

Recobrimento Lateral e Longitudinal

Clique para Ampliar

Câmara Aérea RMK-TOP instalada na Aeronave

Fotografias Aéreas

Fotografias Aéreas

Generalidades

A Fotogrametria é a ciência ou tecnologia de se obter informações seguras sobre objetos físicos e do meio ambiente, através de processos de registro, medição e interpretação das imagens fotográficas.

A Aerofotogrametria refere-se às operações fotogramétricas realizadas com fotografias da superfície terrestre obtidas por uma câmara de precisão com o eixo ótico do sistema de lentes mais próximo da vertical montada em uma aeronave preparada. É utilizada na Cartografia, Planejamento e Desenvolvimento Urbano, Geografia e Engenharias Civil, Agronômica e Florestal.

Plano de Voo

Com os recursos disponíveis, como plantas, mapas da região, SRTM da NASA, são calculados os elementos necessários para o planejamento de uma Cobertura Aerofotogramétrica. Normalmente, a região de interesse é voada através de faixas de fotos paralelas.

Na foto ao lado, temos:

  • Plano de voo gráfico;
  • Plano de voo analítico;
  • Receptor GPS - GARMIN 296-MAP, utilizado para mnavegação.

Recobrimentos

Se o objetivo da Cobertura é o Mapeamento da região, as linhas de voo são planejadas com um espaçamento tal que se obtenha uma área comum entre as faixas em torno de 25%. Esta área comum é denominada Recobrimento Lateral ou superposição entre faixas.

Cada fotografia em uma linha de voo cobre uma área que se superpõe à área coberta pela fotografia anterior em aproximadamente 60%. Esta superposição entre fotografias consecutivas é denominada Recobrimento Longitudinal ou superposição entre fotos. No caso de uma Cobertura cuja finalidade é a obtenção de ortofotos, o Recobrimento Longitudinal é de 80%.

Câmaras Aéreas

Para obtenção das fotografia aéreas são utilizadas câmaras especiais de grande precisão.

A distância focal da câmara é fator determinante para a altura de voo e muitas vezes, o uso final das imagens. As Distâncias Focais variam desde 80 mm até 610 mm, sendo as mais utilizadas as 153 mm e 300 mm.

Estas câmaras possuem o quadro do negativo de dimensões 25 cm x 25 cm e são equipadas com sistemas que registram no negativo no momento da tomada da fotografia, informações como: marcas fiduciais, altitude de voo, inclinação da câmara, número sequencial, hora da tomada e em alguns modelos a distância focal.

Escala das Fotos

As fotografias aéreas podem ser obtidas em diversas escala. A utilização posterior da fotografia é que determina qual escala é mais apropriada.

Para mapeamento mais preciso, como cadastros de áreas urbana são utilizados voos mais baixos onde as fotos tem escala desde 1:4.000 até 1:10.000 (grandes e médias escalas).

Para área rurais normalmente são efetuados voos mais altos com escala de 1:15.000 até 1:40.000 (pequenas escalas).

Condições Atmosféricas

A realização de voos fotogramétricos está diretamente ligada as condições climáticas da região a ser sobrevoada.

Existem critérios rígidos quando aos horários de voo, a existência de neblinas, névoas e principalmente nuvens sobre a região, que interferem na qualidade das fotos adquiridas.

Licença para Aerolevantamento

A execução de voos no território nacional é de competência de organizações do Governo Federal e de Empresas Privadas que estão habilitadas a executar este tipo de serviços.

Esta habilitação é conferida por meio de inscrição específica no Ministério da Defesa, desde que a empresa comprove condições técnicas para a execução dos voos.

Cada Cobertura Aerofotogramétrica realizado depende de prévia concessão de licença Ministério da Defesa, onde devem ser informados a localização e limite da área a ser levantada.

Para uma referência sobre a homologação de aeronaves e tripulação, além de um resumo da legislação sobre o assunto, clique aqui.

Capacitação

A ESTEIO executa voos para obtenção de fotografias aéreas em escalas pequenas, médias ou grandes com aeronaves e câmaras próprias.

  • Aeronaves Sêneca II, Sêneca III e Navajo especialmente equipadas e homologadas;
  • Câmaras Aéreas ZEISS RMK A e RMK TOP com distância focal: 88, 153 e 300 mm com ligação ao GPS para realização de voo apoiado;
  • Navegação com GPS na aeronave;
  • Plataforma giro-estabilizada para correção de movimentos da aeronave durante o voo;
  • Magazine de filmes com FMC (Forward Motion Control) para evitar arrastamento de imagem em voos de baixa altitude.

Artigos Relacionados

 

Página mantida pelo Departamento de Levantamentos Terrestres
Rua Dr. Reynaldo Machado, 1151 - Prado Velho, Curitiba - Paraná - Brasil | CEP: 80215-242 | Tel: (41) 3271-6000 Fax: (41) 3332-3273 | Latitude (GMS): -25° 27' 7,20672" - Longitude (GMS): -49° 15' 20,47880" | Alt. Geométrica (m): 892,599 - Sistema WGS84
Copyright ESTEIO 2001-2017 © - Todos os Direitos Reservados - Resolução mínima 1024x768px