Google+

Você está em: Principal > Serviços > Executados > Perfilamento a LASER > GOV RS - TRANSPETRO DE NITERÓI

O USO DO LASER SCANNER TERRESTRE PARA


Clique para Ampliar

Planta As Built do Piso Superior.

Clique para Ampliar

Laser em operação na parte infeior do Píer

Clique para Ampliar

Maquete Eletrônica

Clique para Ampliar

Modelagem

Clique para Ampliar

Modelagem

Clique para Ampliar

Modelagem

Clique para Ampliar

Indicações dos Pontos de Escaneamento.

Clique para Ampliar

Vista do píer

Clique para Ampliar

Planta As Built do Corte do Pau de Carga Existente.

Clique para Ampliar

Clique para Ampliar

Clique para Ampliar

Clique para Ampliar

Mais 4 Imagens.

O uso de sensores LASER vem se mostrando cada vez mais presente no atendimento a demandas de medições que necessitem de rapidez na captação dos dados, de precisão e detalhamento das feições medidas e custo – benefício adequado aos clientes.

Devido à necessidade de ampliação da capacidade de carga do píer do Terminal de Niterói, localizado no município de Canoas – RS, a Transpetro necessitava de plantas “as built” confiáveis para a realização e dimensionamento do projeto de ampliação.

Para isso, foi realizado um levantamento terrestre com um sensor LASER Scanner, apoiado em pontos geodésicos determinados por GPS, com o objetivo de construir a maquete eletrônica do píer, além de preparar novas plantas “as built”, gerando um conjunto de dados para os cálculos estruturais necessários a instalação de um novo braço de carga.

O Píer está localizado no Terminal de Combustíveis da Transpetro de Niterói (TENIT), no município de Canoas, no Rio Grande do Sul e apresenta as seguintes características:

  • Comprimento: 11,8 m (Avanço sobre o Rio Gravataí)
  • Largura: 14,0 m
  • Área: 165,2 m2
  • Estrutura mista de concreto armado e metálica, apoiadas sobre estacas de concreto cravadas no leito do Rio Gravataí.

O levantamento foi executado a partir de planejamento específico apoiado em imagens e plantas enviadas pela Transpetro. Com base nestas informações, foi possível planejar os locais prováveis e a quantidade de estações de escaneio do sensor LASER, além de avaliar os acessos e dificuldades / obstáculos à aplicação do sensor.

Os levantamentos foram previamente estabelecidos para adotar o sistema geodésico de referência SIRGAS 2000. A origem planilatimétrica adotada foi o Marco Fiducial Tipo “B” existente no Terminal denominado M- 010.

Referências Geodésicas:

  • Marco Geodésico (SAD 69) = MA-010
  • N= 6.684.870,110 m
  • E= 482.755,145 m
  • H= 2,6249 m (Cota Nivelada Geometricamente).
  • OBS: Marco existente dentro do Terminal.

Os locais selecionados para a instalação do sensor LASER Scanner C-10, visando a obtenção das cenas (estações laser), foram selecionados de maneira a recobrir toda a área de interesse, buscando-se evitar áreas encobertas (“sombras” - áreas sem pontos laser).

Para garantir a cobertura completa do píer, foram realizadas um total de 13 cenas, sendo: 05 na parte inferior do píer e 08 na parte superior ou as margens do píer.

Além do levantamento com Sensor LASER Scanner C-10, gerando uma nuvem de pontos do píer, o equipamento possui uma câmera de 4 Mp para obtenção de imagens RGB. Estas imagens tiveram a finalidade de ajudar a dirimir possíveis dúvidas durante a etapa de processamento dos dados, além de colorir a nuvem de pontos.

As estações de escaneamento foram georreferenciadas ao Marco de Referência da Transpetro M-010, a partir de um transporte de coordenadas com GPS no modo estático. Foi realizado como controle de qualidade dos dados LASER, pontos de interesse medidos na parte superior do Píer, com estação total.

Para a captação dos dados foi utilizado um equipamento escaner a LASER, modelo ScanStation C10 da Linha HDS (High Definition Surveying) da Leica, com interface baseado em estação total e operações via touch screen.

As principais características deste equipamento são:

  • Campo de visão 360º Hor x 270º Ver;
  • Varredura por pulso LASER de classe 3R não prejudicial à saúde;
  • Velocidade de 50.000 pontos/segundo;
  • Alcance máximo de aproximadamente 300m com 90% de refletividade (134m com 18%), alcance mínimo de 0,10m, alta precisão, 4 a 6 mm, e 2mm de modelagem;
  • Câmera de vídeo/foto de alta performance com zoom para tomar imagens coloridas em alta resolução proporcionando qualidade fotorrealística à nuvem de pontos.

O processamento dos dados levantados pelo equipamento ScanStation C10 da linha HDS (High Definition Surveying) da Leica, foi realizado em etapa única no software Cyclone (Leica Geosystem), aproveitando a vantagem do LASER da possibilitar o alinhamento das tomadas por poligonais, semelhante a uma estação total, com a utilização de prismas como alvos, que são reconhecidos automaticamente no software de processamento.

Foi realizado um planejamento das estações de forma a garantir a cobertura total do píer, sem deixar nenhuma pace sem captação de dados.

A modelagem tridimensional do pier foi gerada a partir da nuvem de pontos captada pelo escaneamento a LASER, obtidos pelos vários escaneamentos unificados numa única nuvem de pontos após o processamento.

O procedimento para a modelagem 3D foi realizado considerando:

  • Delimitação da área de interesse;
  • Limpeza dos Dados Inconsistentes (ruídos);
  • Modelagem;

A modelagem foi realizada pelo software Cyclone, onde os objetos da nuvem de pontos georreferenciada foram modelados individualmente.

O resultado final foi um arquivo no formato DXF/DWG com todos os elementos em 3D.

A partir das informações contidas na nuvem de pontos do levantamento com LASER Scanner e da maquete eletrônica baseada nestes dados, foi realizada a preparação das plantas do nível superior e inferior do píer. O objetivo principal do serviço era o levantamento destas informações para dar suporte a cálculos estruturais, visando a instalação de um pau de carga de 2,5 t na posição do antigo pau de carga de 1,5 t (retirado do píer).

As plantas foram realizadas considerando os dados recuperados e definidos pela maquete eletrônica, com todo detalhamento estrutural necessário, indicando detalhes e dimensões necessárias. Além disso, foram preparados 4 desenhos tipo corte, passando pelos suportes dos paus de carga de 2,0 t e 1,5 t.

As plantas foram preparadas no programa AutoCAD, atendendo as formatações e especificações da Petrobras para sua representação e apresentação. As plantas “as built” apresentaram uma diferença significativa comparadas com as plantas do projeto original, indicando que houve alterações no processo de construção.

A atividade de levantamento de elementos construtivos em plantas “as builts” suportadas por levantamentos com dados LASER se apresentou como um processo rápido, com riqueza de detalhamento e precisão compatível com representação de projetos desta natureza

 

Página mantida pela Coordenação
Rua Dr. Reynaldo Machado, 1151 - Prado Velho, Curitiba - Paraná - Brasil | CEP: 80215-242 | Tel: (41) 3271-6000 Fax: (41) 3332-3273 | Latitude (GMS): -25° 27' 7,20672" - Longitude (GMS): -49° 15' 20,47880" | Alt. Geométrica (m): 892,599 - Sistema WGS84
Copyright ESTEIO 2001-2017 © - Todos os Direitos Reservados - Resolução mínima 1024x768px